As principais etapas do processo de produção industrial

processos de produção industrial

O processo de produção industrial é um método de produção que cria bens por meio da combinação de matérias-primas, utilizando uma fórmula específica e seguindo etapas bem definidas. É praticado em empresas que produzem grandes quantidades de bens, tais como alimentos, bebidas, petróleo, gasolina, produtos farmacêuticos, químicos, plásticos, entre outros.

O processo de produção industrial pode requerer uma conversão térmica ou química, seja com calor, tempo ou pressão, além de depender do fluxo de etapas sequenciais, ou seja, com a conclusão de uma etapa se conduz ao início da etapa seguinte. É por isso, que as indústrias dependem de ferramentas de rastreio e programação e de software para manter a máxima eficiência operacional.

Destaca-se que os processos de produção industrial se referem às etapas necessárias para completar um determinado produto, desde a ideia até à cópia matriz final. O processo pode aplicar-se a qualquer tipo de produção de meios, incluindo produtos químicos, plásticos, máquinas, etc. Confira abaixo as etapas de um processo de produção industrial inicial.

Etapas do processo de produção industrial

Etapa 1: Fase inicial de planejamento

A empresa recebe do cliente o plano dos produtos e as especificações de qualidade; elabora-se, na sequência, uma proposta para o método de fabricação e o calendário global. Com base nessa informação, calcula-se uma estimativa aproximada dos custos. Depois de fazer isso e de tratar quaisquer outras questões, considera-se a viabilidade da fabricação do produto proposto numa escala comercial.

Etapa 2: Fase de desenvolvimento do produto

Após estabelecer a viabilidade do projeto, determina-se as especificações do produto com mais detalhe, trabalhando na concepção e fabricação dos moldes, bem como na seleção e obtenção das máquinas e ferramentas de processamento necessárias.

Etapa 3: Protótipo de produção/avaliação

Com base nos planos de produto e especificações de qualidade recebidos do cliente, bem como nas especificações do produto e planos de fabricação do produto determinados na fase de desenvolvimento, é produzido um protótipo. Estabelece-se, então, se o produto cumpre os padrões de qualidade exigidos. Repete-se esse processo de desenvolvimento, produção de protótipos e avaliação até que o produto atinja o padrão de qualidade exigido.

Etapa 4: Planeamento da produção de protótipos comerciais

A fim de construir uma linha de fabricação que possa produzir eficazmente produtos de alta qualidade, realiza-se uma simulação para propor um desenho e layout de fabricação pertinente.

Tipos de processos de produção industrial

Basicamente existem quatro tipos de processos de produção industrial, que vai depender do tipo de produto a ser fabricado, da sua procura, bem como do fornecimento de matérias-primas.

1. Unidade de produção

Este tipo de produção é mais comumente observado quando se produz uma única unidade de um produto. Exemplos: restaurantes, fornecedores de produtos individuais ou prestadores de serviços individuais; empresas de grande qualidade como a Harley Davidson ou a Dell.

2. Produção por lotes

É um dos tipos de produção mais utilizados para fabricação de bens de consumo duradouros, produtos de grande consumo ou em indústrias onde existe uma grande variedade de produtos com exigências variáveis. No sistema de produção por lotes, o fabricante já sabe o número de unidades de que necessita e essas são fabricadas de uma vez só. Exemplos: indústria de biscoitos, confeitaria, artigos alimentares embalados, medicamentos, hardware, bens de consumo duradouros e em muitas dessas indústrias.

3. Produção em massa ou produção em fluxo

A produção em massa é também conhecida como produção em fluxo ou produção em linha de montagem, que contém múltiplas estações de trabalho instaladas. O trabalho é feito de forma especializada e cada estação é responsável por um único tipo de serviço. Os produtos que são fabricados utilizando a produção em massa devem ser padronizados. Exemplos: indústrias automotivas.

4. Produção contínua ou produção por processo

Na produção contínua, a maior parte do trabalho é feita por máquinas e não por humanos, durante 24 horas por dia e 7 dias por semana. Como exemplo, cita-se a indústria de cerveja e a indústria de produtos químicos, fabricados sob a forma de um processo contínuo, devido à enorme procura em todo o mundo.

Sistema de produção

Todo método utilizado na indústria para criar bens e serviços a partir de vários recursos é feito dentro de um sistema de produção industrial. Nesse sistema acontece o processo de transformação que utiliza tipicamente recursos comuns, os quais os economistas classificam como “fatores de produção” e normalmente se referem a eles como mão-de-obra, capital e terra. Já os gestores de produção os chamam de “homens, máquinas, métodos, materiais e dinheiro”.

Quando visto como um processo, um sistema de produção industrial pode ser caracterizado por fluxos (canais de movimento), seja o fluxo físico de materiais – trabalho nas fases intermédias de fabricação (trabalho em processo), como bens acabados -, seja o fluxo de informação e a inevitável papelada que transporta e acompanha o fluxo físico.

Os fluxos físicos estão sujeitos às restrições da capacidade do sistema de produção, o que também limita sua capacidade de satisfazer as expectativas de produção. Da mesma forma, a capacidade do canal de tratamento da informação do sistema de produção também pode ser uma medida importante da produção de um sistema. A gestão dos fluxos de informação, ou o planeamento e controle do sistema para atingir resultados aceitáveis, é uma tarefa importante do gestor de produção.

Embora a capacidade do sistema seja o fator principal para determinar se as expectativas de produção podem ser satisfeitas, a qualidade também deve ser vista como um fator limitativo. A qualidade de um produto, medida em relação a algum padrão objetivo, inclui a aparência, características de desempenho, durabilidade, capacidade de serviço e outras características físicas, como por exemplo, a pontualidade, segurança e qualidade da entrega. Nesse quesito o Grupo Arizona é especialista em transporte e logística de carga industrial. Fale com nossos consultores e não deixe de fazer sua cotação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Matriz Contagem/MG

Av. Coronel Jove Soares Nogueira Nº 707
Bairro: Inconfidentes
CEP: 32.260-470

Filial São Paulo/SP

Rua 12 de Setembro,  277 – Vila Guilherme – São Paulo – SP – CEP: 02052-001

Ponto de Apoio / Serra do Navio-AP

Estrada do Tapereba, S/N
Bairro: Área Industrial da ICOMI
CEP: 68914-000

Filial Belém/PA

Estrada do Outeiro S/ N° Porto Norte Log
Bairro: Distrito Industrial de Icoarací
CEP: 668.15-902

Filial Macapá/AP

Estrada Macapá Mazagão S/N°
Porto Norte Log, Sala 5 B
Bairro: Distrito Industrial
CEP: 68.925-000

Copyright © GRUPO ARIZONA – Todos os direitos reservados.