logo mina tucano

Mina Tucano / MPBA / Beadell

Investidor: Beadell – Empresa australiana.
Local: Pedra Branca do Amapari – AP
Tipo de Planta: Mina de extração de ouro.

Tipo contrato: CAPEX / OPEX – vigente.
Início operações: 2003, até o presente momento
Quantidade de embarques: superior a 1.000 no CAPEX
Quantidade de embarques: 600 embarques ano – OPEX

Serviços prestados:

  • Transporte de carga geral ( Fracionado / Completa ) e almoxarifado
  • Transporte de insumos: Cal, cimento, produtos químicos, bolas de moinho
  • Transporte de máquinas e equipamentos.
  • Armazenagem e controle de estoque de insumos no site do cliente.

História:
No ano de 2004, o empresário EIKE BATISTA iniciou o projeto de implantação de uma mina de extração de ouro, localizado na cidade de SERRA DO NAVIO, distrito de PEDRA BRANCA DO AMAPARÍ – AP, a 270 km da capital Macapá.

O local de extração, pertencia a antiga em ICOMI, que explorou ferro manganês na região durante 50 anos (pesquisar história da ICOMI ).

No local de instalação da planta de produção, era no meio da floresta amazônica, foi necessário desmatar uma grande área de mata virgem e nessas circunstâncias, os acessos para se chegar ao local de descarga eram difíceis e quase intrafegáveis no período das chuvas.

A falta de infraestrutura no inicio do projeto, foi um grande desafio a ser superado, mas com todas ás dificuldades iniciamos a logística de transporte para implantação do almoxarifado, máquinas e equipamentos.

Grande parte das cargas destinadas ao projeto, eram provenientes da região sudeste e para chegar ao local de descarga era necessário integrar 2 modais de transporte: Rodoviário e Fluvial.

Como não há acessos por rodovia para se chegar ao estado do Amapá, era necessário que os caminhões carregados seguissem até a cidade de Belém – PA, e em seguida, embarcados balsas fluviais “roll on roll off” que navegavam por 48 horas até a cidade de Macapá.

Após o desembarque em Macapá os caminhões tinham que rodar mais 120 Km de asfalto, até a cidade de Porto Grande – AP, e mais 150 Km de estrada de chão até a cidade de Serra do Navio – AP.

Na fase inicial de instalação da planta de produção, transportamos diversos equipamentos de mineração, tais como maquinário de terraplanagem, Britadores, transportadores de correia, usina de beneficiamento, retomadoras, empilhadeira de mineiro, etc.

Grande parte deste equipamentos demandavam transportes especiais que tornaram a logística de transporte altamente complexa.

Instalados todos os equipamentos e a infraestrutura do “site”, iniciou-se o processo de extração e beneficiamento do ouro.

O processo utilizado pela MPBA, era o de “Lixiviação em pilha”, que consistia em empilhar a terra que continha o ouro, em grandes pilhas de até 200 x 40 m, adicionando cianeto por aspersão nas pilhas.

O cianeto liquidificava o ouro contido nas pilhas de terra, e a mistura era enviada para metalurgia para ser transformado em barras.

Para fazer esse processo de beneficiamento, é necessário adicionar grandes quantidades de cal e cimento para “pelotizar” a mistura de terra, antes de serem empilhadas.

O processo consumia o equivalente a 5.000 toneladas de cal e cimento por mês e a logística para fazer chegar o produto era um grande desafio, o cal era embarcado em Minas Gerais e o cimento em Barcarena/AP, a MPBA não dispunha de área de estocagem, necessitam de uma operação “Just in Time” muito bem coordenada, qualquer falta de produto comprometia a produção do cliente. Essa operação durou 5 anos, e conseguimos manter o ritmo de transporte sem comprometer a produção do cliente.

A MPBA foi vendida e agora pertence ao grupo Australiano BEADELL, o processo de extração e beneficiamento também foi mudado, atualmente extrai-se o ouro em tanques de flotação, dispensando o uso de cimento, mas ainda utilizando o cal e dentre outros, produtos químicos.

Desde sua implantação, o Grupo Arizona sempre esteve presente desenvolvendo soluções em logística e transporte para o cliente, já são 10 anos de serviços prestados, superando todos os obstáculos que envolvem a operação.

A Beadell ainda responde a mais de 25% do faturamento do Grupo.

Este “case” poderá ser apresentado para todas as empresas do segmento de mineração, seja no cliente final “mineradoras” ou fornecedores de equipamentos de mineração, ou ainda empresas que tenham “projetos” a serem instalados no estado do Amapá.

Como estamos á 14 anos de contrato vigente, atuando em um ambiente cheio de intempéries e com grandes desafios em logística, conseguimos transmitir ao nosso propenso cliente, uma grande capacidade de lidar com situações adversas, mantendo o padrão de qualidade e confiabilidade nos serviços prestados.

Matriz Contagem/MG

Av. Coronel Jove Soares Nogueira Nº 707
Bairro: Inconfidentes
CEP: 32.260-470

Filial São Paulo/SP

Rua 12 de Setembro,  277 – Vila Guilherme – São Paulo – SP – CEP: 02052-001

Ponto de Apoio / Serra do Navio-AP

Estrada do Tapereba, S/N
Bairro: Área Industrial da ICOMI
CEP: 68914-000

Filial Belém/PA

Estrada do Outeiro S/ N° Porto Norte Log
Bairro: Distrito Industrial de Icoarací
CEP: 668.15-902

Filial Macapá/AP

Estrada Macapá Mazagão S/N°
Porto Norte Log, Sala 5 B
Bairro: Distrito Industrial
CEP: 68.925-000

Copyright © GRUPO ARIZONA – Todos os direitos reservados.